2017-06-15

Como tolerar as diferenças no mercado de trabalho - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 15/06/2017, com uma ouvinte que trabalha ao lado de um senhor que ela não suporta de maneira alguma.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Como tolerar as diferenças no mercado de trabalho

diferenças no trabalho

Uma ouvinte escreve: "Trabalho ao lado de um senhor já aposentado que possui grande conhecimento da nossa área de atuação. O problema é que ele tem atitudes machistas, misóginas e anti-éticas, além de cheirar mal por não cuidar de sua higiene pessoal. Já conversei com o setor de recursos humanos, mas em retorno recebi a sugestão de ignorar tudo isso e ter paciência com o referido senhor. Sei que temos que conviver com as diferenças, mas isso vai contra todos os meus princípios. Existe algo que eu possa fazer?"

Vamos lá. Assumindo-se que o cidadão mencionado tenha até mais problemas do que aqueles que você relacionou, por que outra razão a empresa o manteria trabalhando, mesmo depois de aposentado, se não fosse pelos bons resultados que ele deve gerar? Outra razão poderia ser algum grau de parentesco ou de amizade com o dono da empresa, mas acredito que, se isso fosse verdade, você teria citado esse detalhe.

Em casos extremos, como o que você descreveu, o que pode funcionar é uma reclamação em bloco dos colegas de trabalho. Quando todos reclamam juntos, dificilmente um chefe ignora o pedido geral para proteger a um só.

Se você não conseguir essa adesão, das duas, uma: ou você está vendo e cheirando o que os outros não estão, ou todos estão, mas não com a mesma intensidade que você. Como será difícil mudar a situação geral, seria mais conveniente você procurar, com calma, uma outra empresa na qual se sinta bem e possa desenvolver o seu trabalho sem tantos incômodos.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin